Cartão bloqueado

Sisepe cobra regularização do Brasilcard e ameaça denunciar Carlesse ao MPE e TCE

O Governo prometeu resolver o problema até o dia 20, mas não solucionou.

Por Redação 1.571
Comentários (0)

22/11/2018 16h54 - Atualizado há 3 anos
Presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro

Os servidores públicos do Estado que usam cartões da Brasilcard continuam com os limites bloqueados, apesar do Governo do Estado ter dito que resolveria a pendência financeira com a empresa até o dia 20. O problema começou no dia 16 de novembro

Nesta quinta-feira (22), o Sindicato dos Servidores Públicos no Tocantins (Sisepe-TO) oficiou o governador Mauro Carlesse e o secretário estadual da Fazenda e Planejamento, Sandro Armando, para que negociem urgentemente com a instituição financeira a liberação do limite dos cartões.

Nos ofícios, o sindicato dá um prazo de 24 horas para o governo solucionar o problema, caso não haja resposta ou solução, o Sisepe disse que irá oficiar o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o Ministério Público Estadual (MPE) sobre a prática de atos de apropriação indevida de parcela dos salários dos servidores e de improbidade administrativa.

Segundo o presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro, a dívida vem desde a gestão do ex-governador Marcelo Miranda. Porém, a gestão do atual governador Mauro Carlesse vem acumulando uma dívida com a Brasilcard de mais de R$ 5 milhões.

Aproximadamente 7 mil servidores usam o cartão BrasilCard com limite de até 30% do salário.

Pinheiro alertou que o não repasse dos descontos nos salários dos servidores é um ato ilegal que configura apropriação indébita e improbidade administrativa. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.