Governador interino

Wanderlei exonera todos os servidores alvos da PF; dois secretários pedem demissão

Caso não fossem exonerados, eles continuariam recebendo normalmente.

Por Redação 8.101
Comentários (0)

22/10/2021 17h42 - Atualizado há 1 mês
Governador interino Wanderlei Barbosa

O governador em exercício Wanderlei Barbosa confirmou os pedidos de exoneração do secretário de Estado de Parcerias e Investimentos, Claudinei Aparecido Quaresemin, e do secretário Executivo da Administração, Ineijaim José Brito Siqueira, que também era diretor do Plansaúde, atual Servir. Os atos serão publicados na edição do Diário Oficial do Estado (DOE), desta sexta-feira (22).

Wanderlei Barbosa também determinou a exoneração de todos os servidores afastados por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) durante as operações Éris e Hygea, deflagradas pela Polícia Federal (PF) na última quarta-feira (20).

Caso não fossem exonerados, todos continuariam recebendo salários normalmente mesmo sem trabalhar pelo prazo de 180 dias. Apenas os detentores de cargos efetivos vão continuar no governo.

Segundo o governador, a decisão ocorre em cumprimento à decisão do STJ, à boa-fé processual da Chefia do Poder Executivo e à legalidade dos seus atos, além da necessidade de manutenção dos serviços prestados pelo Estado.

O novo governador do Tocantins reiterou o compromisso com a transparência e com a continuidade das ações em prol da população.

Servidores exonerados:

- Claudinei Aparecido Quaresemin - secretário de Estado de Parcerias e Investimentos

- Cristiano Barbosa Sampaio - Secretário de Estado da Segurança Pública;

- Servilho Silva de Paiva - Secretário Executivo da Secretaria da Segurança Pública;

- Dilma Caldeira de Moura, secretária Executiva do Tesouro do Estado;

-  Raimunda Bezerra de Souza - Delegada Geral da Polícia Civil - Secretaria da Segurança Pública;

- Ronan Almeida Souza - Corregedor-Geral da Segurança Pública - Secretaria da Segurança Pública;

- Cínthia Paula de Lima - Diretora da Escola Superior de Polícia - Secretaria da Segurança Pública;

- José Mendes da Silva Júnior - Gerente de Núcleo de Inteligência - DAI-1 - Departamento Estadual de Trânsito (Detran-TO);

- Rudson Alves Barbosa - Gerente de Inteligência - Casa Militar, na Governadoria;

- Rodrigo Assumpção Vargas - Assessor de Gabinete I - Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes.

Servidores dispensados de função comissionada:

- Ênio Walcacer de Oliveira Filho, da função comissionada de Delegado-Chefe da 1 Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos / Denarc - Palmas (FCSP-4 da Secretaria de Segurança Pública);

- Gilberto Augusto Oliveira Silva, da função comissionada de Delegado-Chefe da Divisão Especializada de Repressão à Corrupção / Decor / Decor-Palmas (FCSP-4 da Secretaria da Segurança Pública);

- Victor Vandré Sabará Ramos, da função comissionada de Administração (FCSP-6 da Secretaria da Administração).

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.