Vaca de milhões!

Da raça Nelore, vaca mais cara do mundo é brasileira e custa quase R$ 21 milhões; conheça

Viatina-19 FIV Mara Móveis é de Nova Iguaçu, no norte goiano. 

Por G1 Goiás 755
Comentários (0)

23/06/2023 09h44 - Atualizado há 9 meses
Viatina-19 FIV Mara Móveis é de Nova Iguaçu, no norte goiano. 

Uma vaca goiana bateu seu próprio recorde mundial de preço da raça Nelore e, pela segunda vez consecutiva, foi avaliada como a mais cara do mundo. A Viatina-19 FIV Mara Móveis teve 1/3 vendido por R$ 6,9 milhões em um leilão em Arandu, no estado de São Paulo. Com esse valor de mercado, a projeção para o preço final do animal é de R$ 21 milhões.

O leilão foi realizado na última sexta-feira (16/06). A Viatina-19 agora é de propriedade dos criadores Casa Branca Agropastoril, Agropecuária Napemo e Nelore HRO. A vaca, de 53 meses, nasceu em Nova Iguaçu de Goiás, no norte do Estado, como parte do plantel do Nelore Mara Móveis. Essa empresa detém cerca de 70% dos animais da família Viatina, considerada a mais consagrada na seleção da raça nelore no cenário nacional.

Especial desde o nascimento

O proprietário do Nelore Mara Móveis, Silvestre Coelho Filho, explica que logo após o nascimento da vaca já foi possível verificar que a Viatina-19 era um animal diferenciado pelo seu biotipo e beleza racial.

"Com apenas 8 meses, a Viatina-19 já conquistou seu primeiro prêmio na Expoinel Goiás, indicando o sucesso que ela faria”, diz Coelho.

Hoje o grupo de Nelore Mara Móveis conta ainda com tias e irmãs da Viatina-19 que carregam a genética mais valorizada do mundo. Silvestre Coelho explica que para a formação de animais de excelência, como a Viatina-19, é preciso investimento em melhoramento genético e bons acasalamentos, fora o trabalho no trato e manejo animal.

Berço de ouro

Especialista em reprodução bovina, o médico veterinário João Carneiro contou detalhes sobre os aspectos genéticos da Viatina-19 que a tornam tão valiosa.
"A sua avó era uma barriga de ouro e aí veio. Produziu a mãe e a Viatina 19. É um animal diferenciado", explicou.

Multiplicação genética

Para garantir a continuidade da descendência do animal, o médico veterinário explica que estão sendo aplicadas técnicas e investimentos de biotecnologia para multiplicação genética dos animais.

"É uma família de Nelore diferenciada e por isso está sendo feito investimento de biotenologia de multiplicação genética com elas", disse João.

"A gente aspirou algumas parentes, a irmã e a prima da Viatina 19 para multiplicar de maneira intensiva a genética delas, através da fertilização in vitro", completou.

Recordes

No ano passado, o animal foi vendido pelo Nelore Mara Móveis e bateu seu primeiro recorde ao ser valorizado em R$ 8 milhões. Em 2023, teve uma única aspiração de oócitos, conhecido por óvulos, vendida por R$ 1,2 milhão. Nos últimos 12 meses, teve 13 gestações comercializadas, numa média de R$ 389 mil cada.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.