Geração de renda

Projeto Padaria Artesanal começa ser implementado no Tocantins por iniciativa da primeira-dama

Projeto teve início no estado de São Paulo há mais de 20 anos.

Por Redação
Comentários (0)

09/04/2024 09h11 - Atualizado há 1 mês
A primeira-dama do Tocantins, Karynne Sotero, e a segunda-dama do Brasil, Lu Alckmin na reunião de apresentação do projeto no mês de março.

Notícias do Tocantins – Nesta segunda-feira (08/04), o Governo do Tocantins participou de uma reunião remota com a equipe do projeto Padaria Artesanal, criado pela segunda-dama do Brasil, Lu Alckmin, que será desenvolvido no Tocantins a partir de uma iniciativa da secretária de Participações Sociais e primeira-dama Karynne Sotero. O projeto tem o objetivo de promover a inclusão produtiva e a geração de renda para famílias em situação de vulnerabilidade social, e já capacitou mais de 100 mil pessoas em cinco estados do país. 

Para essa etapa da implementação, participaram da reunião remota com a equipe nacional do projeto, o secretário Extraordinário de Representação do Tocantins (Serb), Carlos Manzini Júnior, e o secretário de Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), Jonis Calaça. No encontro foram alinhados o processo de capacitação dos Agentes Multiplicadores e a definição do local de instalação da Unidade Polo do Projeto Padaria Artesanal no Tocantins. Concluída essa etapa, será realizada uma visita técnica da equipe do projeto para uma vistoria e início dos cursos de fabricação de pães. 

A iniciativa teve início no mês de março, quando a primeira-dama do Tocantins, Karynne Sotero, se reuniu com a segunda-dama do Brasil, Lu Alckmin, para conhecer o projeto. "Ficamos muito animados com o Padaria Artesanal, que está alinhado com os objetivos da Secretaria, bem como vai se encaixar perfeitamente com um novo projeto que vamos reativar em breve. Por isso, estamos empenhando todo o esforço possível para trazer o modelo para o Tocantins e ajudar aqueles que mais precisam”, afirmou a primeira-dama.

Projeto Inclusão Produtiva no Tocantins 

O secretário da Setas, Jonis Calaça, propôs uma abordagem de adesão aos parâmetros estabelecidos pelo projeto Padaria Artesanal, como parte do projeto Inclusão Produtiva, realizado pela Setas em parceria com as prefeituras municipais. A proposta é estabelecer um Acordo de Cooperação Técnica, para que todas as características do projeto original sejam mantidas. “Dessa forma podemos otimizar a implementação de um projeto Padaria Artesanal no estado, visto que fará parte do maior projeto de Inclusão Produtiva do Tocantins, que hoje já tem uma estrutura para ser utilizada”, afirmou o secretário. 

O secretário da Serb, Carlos Manzini Júnior, enfatizou a importância do projeto para fortalecer a colaboração entre o Tocantins e o governo federal. “Vamos acompanhar as próximas etapas, principalmente nas questões relacionadas a estrutura necessária à integração entre todas as equipes envolvidas. Desde o primeiro encontro para tratar do assunto, a primeira-dama Karynne Sotero manifestou a importância da agilidade na implementação, devido ao grande potencial do projeto em alcançar milhares de famílias no estado”, afirmou.  

Projeto Padaria Artesanal 

O projeto que teve início no estado de São Paulo, há mais de 20 anos, atualmente, conta com 31 locais de cursos nos estados do Ceará, Maranhão, Piauí, Goiás, Santa Catarina e no Distrito Federal. A  abordagem abrangente do projeto vai além do ensino de panificação, incorporando temas essenciais como higiene, empreendedorismo e formalização. A metodologia do curso, centrada na simplicidade, permite a produção de pães com estrutura mínima das famílias, tornando-se um meio de renda de fácil acesso. Segundo a equipe do projeto, desde sua criação, mais de 100 mil pessoas já foram capacitadas. 

Unidade do projeto no Distrito Federal, no mesmo formato que será adotado pelo Tocantins

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.