Saúde

Senar fortalece ações de saúde preventiva no meio rural em evento realizado em Brasília

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

16/04/2018 15h16 - Atualizado há 1 mês
Para fortalecer as ações de promoção social e garantir ao produtor e trabalhador rural acesso à saúde, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) promoveu o 2º Seminário de promoção social voltado à saúde preventiva. O evento recebeu gestores e técnicos da área de promoção social das 27 administrações regionais da entidade em Brasília. O coordenador de promoção social do Senar-TO, Evaldo Pereira de Santana, participou do evento e disse que ficou muito feliz com tudo o que foi apresentado. "Cada vez mais aumenta o comprometimento e a responsabilidade com o público rural, principalmente quando nos deparamos com problemas sociais que assolam o homem e a mulher do campo. Tudo isso nos mostra a certeza que a educação emocional e social, seja no meio urbano ou rural são os eixos principais para a melhoria da qualidade de vida do ser humano", disse. O diretor-geral do Senar, Daniel Carrara, relatou que o Estado brasileiro não cuida bem da saúde rural. "Ao andar pelo país, vemos o quanto a saúde no setor rural é frágil. Por isso, nossa missão é focar em promoção social, avançar nas ações em saúde para suprir esse vazio institucional que o Brasil tem", afirmou. O seminário contou com palestras de diversos especialistas de saúde, como o médico oncologista Drauzio Varella. Ele falou sobre educação em saúde como instrumento de mudança de atitude e qualidade de vida. Segundo o médico, orientar com foco na saúde é o que faz a diferença para aumentar a expectativa de vida do brasileiro e o Senar pode fazer isso, usando o contato direto nas capacitações ou usando a tecnologia com informações dirigidas. “Por estar em todos os municípios espalhados pelo país, o Senar pode dar uma grande contribuição, primeiro no diagnóstico, identificar quais são os problemas de saúde do homem no campo em cada região e em segundo lugar, tentar uma abordagem de fazer a informação chegar a essas populações”, comentou Drauzio Varella. O oncologista reforçou a importância de uma dieta balanceada e do exercício físico como prioridade no dia a dia para se ter mais qualidade de vida e envelhecer com saúde. “O exercício físico é benéfico para qualquer tipo de problema. Envelhecimento não significa adoecimento", ressaltou. O primeiro dia do seminário contou ainda com palestras sobre as ações do Instituto Lado a Lado pela Vida, que desenvolve atividades voltadas às doenças cardiovasculares, câncer e saúde do homem; um panorama das doenças sexualmente transmissíveis e Aids, com o diretor adjunto do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Gerson Pereira; e um depoimento sobre HIV/Aids, com a advogada e ativista Beatriz Pacheco.

Comentários (0)

Mais Notícias

Redes Sociais

Menos de 10% das imagens que circulam no WhatsApp são verdadeiras, diz pesquisa

Levantamento foi feito em 347 grupos verificou fotomontagens e mensagens falsas.

Festa

Turnê 'Buteco do Gusttavo Lima' desembarca em Palmas no dia 1º de dezembro

O 'Buteco' terá a locução do apresentador Cuiabano Lima.

FORA DO AR

YouTube fica fora do ar por mais de 1h no mundo inteiro na noite desta terça

Site de vídeos apresentou erros, assim como os aplicativos para smart TVs e smartphones

Em 2019

Após AnaVitória, gêmeas Maiara e Maraísa vão estrear comédia no cinema

A dupla que cresceu em Araguaína aguarda apenas um ajuste na agenda para marcar presença no longa.

Saúde Mental

Não chame de ansiedade: 8 exemplos de como banalizamos as doenças mentais

Frequentemente utilizamos na linguagem cotidiana termos sobre transtornos que incapacitam. Às vezes, levam ao desrespeito dos direitos das pessoas afetadas por essas doenças

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.