Internacional

Suíça precisa de profissionais em vários setores: veja quais são as áreas mais afetadas

Profissões técnicas, financeiras e médicas são as mais afetadas. Hotelaria, varejo e administração enfrentam têm mais concorrência.

Por Nielcem Fernandes 546
Comentários (0)

27/11/2018 10h37 - Atualizado há 2 semanas
Engenharia, profissões de ciências naturais e profissões de TI estão passando por uma escassez aguda

A escassez de profissionais na Suíça aumentou em 2018, revela uma nova pesquisa. Profissões técnicas, financeiras e médicas são as mais afetadas, enquanto as pessoas que procuram emprego nos setores de hotelaria, varejo e administração enfrentam a maior concorrência.

Estes são os resultados do Skills Shortage Index 2018, compilado pelo The Adecco Group Switzerland em colaboração com o “Job Market Monitor” da Universidade de Zurique. O índice anual compara o número de vagas com o número de pessoas à procura de emprego.

No ano passado, o índice subiu 9% para as profissões de engenharia e ciências naturais e 8% para as profissões de TI, onde as empresas estão lutando para encontrar pessoal qualificado suficiente. Os setores financeiro e contábil (por exemplo, auditores) também estão enfrentando escassez, mas permanecem estáveis.

As profissões de saúde também apresentaram maior escassez de profissionais do que a média, continuando uma tendência crescente nos últimos dois anos. Os médicos, especialmente, são escassos em toda a Suíça; na Suíça de língua alemã, há uma falta particular de doulas e enfermeiras qualificadas. Assistentes de enfermagem e posições de atendimento domiciliar são mais fáceis de preencher.

+ sobre escassez de mão de obra na Suíça

As empresas podem resolver essas lacunas melhorando as práticas de contratação, inclusive oferecendo salários mais atraentes.

“Se ainda não conseguirem preencher os cargos, serão obrigadas a procurar especialistas qualificados no exterior. No longo prazo, as empresas fariam bem em investir mais no treinamento e na formação continuada de seus atuais e potenciais futuros funcionários”, disse Helen Buchs, do Job Market Monitor da Universidade de Zurique.

Os setores com oferta excessiva de candidatos incluem hotelaria e serviços pessoais, onde há significativamente mais candidatos do que vagas anunciadas. "Como resultado da taxa relativamente alta de flutuações de pessoal nessas profissões, isso leva a uma maior competição entre especialistas", acrescentou Buchs.


swissinfo.ch/fh

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.