Em novo formato

Suspensa na pandemia, Feira Arte & Talento será retomada com novidade em Araguaína; confira

Evento volta a ser realizado aos domingos e agora em locais diferentes.

Por Redação
Comentários (0)

23/02/2024 09h16 - Atualizado há 1 mês
Feira será itinerante, passando pelas principais praças da cidade.

No último domingo (18/02), os artesãos e vendedores de comida araguainenses tiveram um motivo importante para comemorar: a Feira Arte & Talento, promovida pela Prefeitura de Araguaína e suspensa desde a pandemia, voltou a ser realizada. O evento ganha novo formato, passando a acontecer de forma itinerante, percorrendo as principais praças da cidade.

Várias barracas foram montadas na praça do Setor Noroeste com as mais diversas variedades de artigos como crochê, roupas e acessórios infantis, acessórios para casa e muitas guloseimas. Houve ainda apresentação musical e de grupos de capoeira.

“A feira gera oportunidade para os artesãos e microempreendedores da nossa cidade. Também é uma boa para a comunidade, que aproveita para fazer compras, degustar pratos deliciosos e encontrar os amigos na praça”, comentou o prefeito Wagner Rodrigues, que prestigiou o retorno da feira.

Mais perto do povo

A feira, que tradicionalmente era realizada na Praça das Nações, terá um diferencial. “A cada 15 dias, ela será realizada em um local diferente. Esse formato itinerante vem para aproximar o evento de quem mora nos bairros. Em breve vamos divulgar o cronograma das exposições para a população poder prestigiar”, explicou o secretário da Cultura, Edson Gallo.

Para os artesãos, além de movimentar as vendas, a feira é uma oportunidade de tornar seu trabalho conhecido. “Trabalho com vendas desde antes da pandemia. Quando a feira foi suspensa, comecei a expor meus produtos nas redes sociais. Mas o contato com o público e a interação física fazem toda a diferença”, comentou Shirley Sousa, que produz tiaras, laços e outros acessórios femininos.

Embora não more próximo do setor Noroeste, a chef de cozinha Suzi Sousa, que é sobrinha de Shirley, fez questão de visitar a feira com o esposo Jardel e a filha Helena. “Viemos prestigiar minha tia e aproveitar o finalzinho de domingo curtindo esse espaço”, afirmou.

A vendedora de doces e salgados, Leide Oliveira, conta que iniciou na feira ainda na década de 1990, acompanhando a mãe, Regina. “Devido à idade, ela agora optou por não vir, mas nós seguimos com trabalho que ela iniciou. É uma boa vitrine, as pessoas vêm conhecer nossos produtos e pegam nosso contato para fazer encomendas”, disse.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.