Amastha agenda renúncia para atrair atenção política e atingir crescimento de Dimas

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Amastha e Ronaldo Dimas

O abalo político provocado pelo lançamento da pré-candidatura de Ronaldo Dimas (PR) ao governo do Tocantins fez os pretensos candidatos se movimentarem e fazerem declarações incisivas. O Senador Vicentinho Alves, anfitrião do lançamento, afirmou que Dimas é o que o Partido da República tem de melhor no Estado. Já o pré-candidato afirmou que o Tocantins ‘tem jeito’ e apresentará o ‘melhor projeto’.

Desde então, iniciou-se uma verdadeira guerra nas redes sociais envolvendo os aliados daquele que se julga ser o principal nome na disputa (Carlos Amastha). O motivo é que o foco das atenções teria migrado da capital para a região norte. Com isso, precisavam urgentemente de um fato novo e interessante para tentar atrair os holofotes midiáticos.

Como os marqueteiros não dormem, Amastha cuidou de agendar a “data e hora” para tomar a decisão mais difícil nesse atual contexto político: a renúncia ao mandato de prefeito da Capital.

Em publicação nas redes sociais, Amastha disse que renunciará no dia 3 de abril, às 8h45, para dedicar-se ao projeto de governo do Estado. O gestor pretende fazer um ‘grande ato’ para apresentar um balanço de sua gestão e os maiores desafios. Na mesma oportunidade, assumirá o comando da capital a vice-prefeita Cintia Ribeiro.

Antes disso, em janeiro de 2018, Amastha prlaneja se afastar por 40 dias para assumir a presidência da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), onde ocupa cadeira de primeiro vice-presidente. O real objetivo é percorrer os municípios tocantinenses e avaliar suas chances.

Conforme apurados nos bastidores, o anúncio da renúncia de Amastha foi mais uma tentativa de barrar o crescimento político de Ronaldo Dimas do que uma certeza.

Quem também reagiu ao lançamento da pré-candidatura de Dimas foi a senadora Kátia Abreu, também pré-candidata.

“Se alguém tem o desejo de ser governador do Tocantins vai te que disputar comigo e me derrotar. Continuo firme no meu propósito. Somente Deus pode me tirar da candidatura. Estou confiante e obstinada. O Tocantins tem jeito”, afirmou Kátia Abreu.

Comentários pelo Facebook: