Sobral – 300×100
Seet

Carretas do programa Saúde para Todos vão levar atendimento oftalmológico a 15 municípios do Tocantins

Redação AF -
Foto: Divulgação
Os atendimentos chegarão a novos 15 municípios

Nesse mês de janeiro a região do Cantão será contemplada com os serviços das unidades móveis da oftalmologia Saúde para Todos, que é composta pelos municípios de Abreulândia, Araguacema, Barrolândia, Caseara, Chapada de Areia, Cristalândia, Divinópolis, Dois Irmãos, Lagoa da Confusão, Marianópolis, Monte Santo, Nova Rosalândia, Paraíso do Tocantins, Pium e Pugmil.

A partir do próximo dia 26 as unidades estarão posicionadas na cidade de Paraíso, em local ainda a definir, e vão oferecer consultas e cirurgias de catarata a pessoas com mais de 55 anos. Do dia 26 ao dia 30 ocorrerão as consultas, de 28 a 02 acontecerão as cirurgias e o pós-operatório segue até o dia 5 de fevereiro.

“Essa será a segunda região de saúde que vamos levar o serviço, uma região que conta com uma média de 122.419 habitantes em 15 municípios e que muitas destas pessoas necessitam de atendimentos oftalmológicos. Vamos entrar em contato com os secretários de saúde e organizarmos a ida dessas pessoas para o atendimento em Paraíso”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Samuel Bonilha.

Esta será a segunda ação do programa Saúde para Todos, que vai percorrer todas as oito regiões de saúde do Tocantins. A primeira ocorreu no mês de dezembro na cidade de Guaraí atendendo aos 23 municípios da região. Na primeira ação foram contabilizados 18.761 procedimentos, como paquimetria, mapeamento de retina e tonometria, 3.357 consultas e 1.689 cirurgias de catarata.

“Nossa primeira experiência com o serviço foi altamente satisfatória e atendeu ao anseio do governo do Estado de levar a saúde a quem mais precisa. Foram milhares de serviços oferecidos sem nenhum registro de intercorrência. Esperamos que a próxima etapa seja tão boa quanto essa”, reforçou o secretário Bonilha.

Como na primeira ação, os procedimentos realizados serão pagos conforme valores estabelecidos na tabela unificada do Sistema Único de Saúde (SUS) e os atendimentos serão regulados pela Central de Regulação do Estado.

Foto: Divulgação

Comentários pelo Facebook: