Sobral – 300×100
Seet

Marcelo Miranda deixou de repassar R$ 1 bilhão ao Igeprev e pode comprometer aposentadorias

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Governo do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB)

A gestão do governador Marcelo Miranda (PMDB) deixou de repassar mais de R$ 1 bilhão ao Instituto de Gestão Previdenciária do Estado (Igeprev), órgão responsável por garantir a aposentadoria dos servidores públicos estaduais.

O rombo nas contas do instituto, agravado pelas perdas de investimentos em fundos podres na gestão do ex-governador Siqueira Campos, foi revelado pelo próprio presidente do Igeprev, Jacques Silva, em entrevista à imprensa.

Segundo ele, os débitos do Governo do Estado para com o Instituto de Gestão Previdenciária ultrapassam R$ 1 bilhão. Essa dívida seria referente a atrasos no pagamento da contribuição patronal e no repasse das contribuições previdenciárias descontadas dos servidores, bem como à utilização indevida de recursos do regime de previdência para pagamentos ao Plansaude, segundo consta na entrevista do presidente do Igeprev.

Diante da gravidade dos fatos, o Ministério Público Estadual (MPE) instaurou, na quinta-feira (10), Inquérito Civil Público para apurar possíveis atrasos do Poder Executivo no repasse das contribuições previdenciárias. A investigação ficará a cargo do Procurador-Geral de Justiça, Clenan Renaut de Melo Pereira, que instaurou o procedimento.

Conforme o MPE, os atrasos nos repasses podem configurar ato de improbidade administrativa.

Ao instaurar o Inquérito Civil Público, o chefe do MPE determinou que sejam requisitadas informações ao Governo do Estado sobre os referidos débitos do Igeprev. Após ser notificado, o Poder Executivo terá 30 dias para enviar resposta ao Ministério Público.

Comentários pelo Facebook: