Direto ao Ponto Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

TRANSPARÊNCIA

Cota parlamentar: Irajá é o senador mais caro do Tocantins; Professora Dorinha é a que gasta menos

Levantamento foi realizado no Portal da Transparência do Senado. Valores são relativos a 2023.

Por Eduardo Azevedo 1.322
Comentários (0)

14/11/2023 10h10 - Atualizado há 6 meses
Irajá, Gomes e Dorinha são os três senadores representantes do Tocantins

O senador Irajá (PSD) é parlamentar mais caro do Estado do Tocantins no Senado Federal. É o que mostra um levantamento realizado pelo AF Notícias a partir do Portal da Transparência da Casa de Leis. Em segundo lugar aparece Eduardo Gomes (PL) e, por último, a senadora Professora Dorinha (UB).

As categorias de gastos que serão apresentadas a seguir, acompanhadas dos valores, foram definidas pelo próprio Senado Federal.

IRAJÁ

De acordo com dados disponibilizados, as despesas de Irajá referentes às “Cotas para Exercício da Atividade Parlamentar” em 2023, chegam ao total de R$ 303.297,31 distribuídas em diversas categorias de gastos, tais como a contratação de serviços de apoio ao parlamentar (R$ 151.467,00) e aluguel de imóveis para escritório político (R$ 13.435,93).

Outros itens relevantes incluem aquisição de material de consumo (R$ 51.654,46), locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis (R$ 36.140,19), divulgação da atividade parlamentar (R$ 9.135,00) e passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais (R$ 41.464,73). Vale ressaltar que há um valor adicional de R$ 204.154,52 em despesas não inclusas nas Cotas para Exercício da Atividade Parlamentar.

EDUARDO GOMES

Em seguida vem Eduardo Gomes que, conforme as informações levantadas, utilizou para o “Exercício da Atividade Parlamentar” um total de R$ 260.963,37 neste ano. Para aluguel de imóveis para escritório político foram R$ 85.655,15, seguido por gastos com locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis, totalizando R$ 134.452,83.

A divulgação da atividade parlamentar consumiu R$ 27 mil. Despesas com passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais alcançam o valor de R$ 12.055,39. Também há um valor de R$ 17.056,30 que está na categoria “Gastos não inclusos nas Cotas para Exercício da Atividade Parlamentar”. 

DORINHA

Finalizando a lista dos três senadores tocantinenses, aparece a Professora Dorinha. A parlamentar já utilizou no ano de 2023 um total de R$ 208.070,75 para o “Exercício da Atividade Parlamentar”. Os maiores valores concentram-se no aluguel de imóveis para escritório político, com R$ 35.809,15, e nas passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais, no valor total de R$ 65.366,61.

Outros gastos são distribuídos para contratação de serviços de apoio ao parlamentar, totalizando R$ 7.037,36, e a divulgação da atividade parlamentar, de R$ 28.300,00. Também foi identificado um valor de R$ 45.211,51, não contemplado nas Cotas para Exercício da Atividade Parlamentar.

Todos os valores referem-se somente ao ano de 2023.

POSICIONAMENTOS

Após realizar o levantamento, o AF Notícias entrou em contato com o gabinete dos três senadores para que eles pudessem comentar ou justificar o uso desses valores em benefício dos tocantinenses. 

O QUE DIZ IRAJÁ?

Em nota, Irajá afirmou que já “garantiu o pagamento de R$ 117 milhões em recursos federais para os municípios tocantinenses apenas em 2023” e que esse dinheiro, que já está na conta dos Executivos Municipais, foi destinado para diversas finalidades. Ele também afirmou que, por fazer parte da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e presidente da Frente Parlamentar dos BRICS, viagens oficiais fazem parte do seu trabalho para o Tocantins. Confira a nota na íntegra abaixo. 

“Irajá garantiu R$ 117 milhões para o Tocantins em 2023

O senador Irajá (PSD-TO) garantiu o pagamento de R$ 117 milhões em recursos federais para os municípios tocantinenses apenas em 2023. 

Esse dinheiro já está na conta das prefeituras e foi destinado para diversas finalidades: asfalto novo para as cidades, compra de equipamentos hospitalares, pagamento de servidores na saúde, limpeza urbana, máquinas pesadas, como patrolas e caminhões de lixo, construção de creches e escolas, praças de lazer, feiras de produtores, entre outras.

Importante ressaltar também que o senador Irajá (PSD-TO) é membro da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e presidente da Frente Parlamentar dos BRICS, grupo de países com enorme peso na balança comercial do Brasil, e as viagens oficiais fazem parte da agenda de trabalho de todo parlamentar comprometido em buscar novas oportunidades de crescimento econômico para o Tocantins.

Sobre os valores referentes à Cota Parlamentar, as despesas citadas cumprem as regras do Senado Federal e foram devidamente autorizadas conforme determina o regimento da Instituição, inclusive as passagens aéreas adquiridas diretamente pela Instituição”.

O QUE DIZ GOMES?

Procurada, a assessoria de Gomes preferiu não se manifestar sobre o assunto.

O QUE DIZ DORINHA?

A senadora Dorinha afirmou, por sua vez, que a cota para o exercício da atividade parlamentar é o valor destinado ao ressarcimento de despesas dos senadores, efetuadas no exercício da atividade parlamentar.

“No caso da Senadora Professora Dorinha, a cota é utilizada para material de consumo, locomoção, combustível, passagens aéreas, contratação de serviço de apoio, divulgação da atividade parlamentar e a manutenção do escritório de apoio em Palmas”.

Dorinha ainda explicou que o valor de gastos não inclusos “é referente às missões oficiais que a senadora participou neste ano, quando esteve nos Estados Unidos Lide Brazil Development Forum - do Grupo Lide - em Washington (EUA), no mês de setembro, e Portugal, no XI Fórum Jurídico de Lisboa, em junho”. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.