Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Comércio

Maiores centros de compras de Palmas estão fechados no Dia dos Namorados: mais prejuízos

Os shoppings só vão reabrir na segunda-feira, ou seja, dois dias depois dessa data.

Por Arnaldo Filho
Comentários (0)

12/06/2020 09h08 - Atualizado há 1 mês
Capim Dourado Shopping em Palmas

Em épocas festivas como Páscoa, Dia das Mães e Dia dos Namorados, os shoppings de Palmas – como na grande maioria das cidades do país – costumam ficar lotados. É natural, o comércio já se adaptou a repor nestas datas as eventuais perdas havidas durante o ano. 

Em 2020, em decorrência da pandemia do coronavírus, o dia das mães passou praticamente em branco para o comércio local. A regra do isolamento social estava em pleno vigor. Os comerciantes foram obrigados a amargar os prejuízos decorrentes de uma loja de portas fechadas.

ERRO NO PLANEJAMENTO DA REABERTURA

A gestão à frente da Prefeitura de Palmas errou na condução da flexibilização e reabertura do comércio. A uma, porque determinou o fechamento antes da hora, quando sequer haviam casos na cidade; A duas, porque demorou demais para 'acordar' e perceber que a reabertura de alguns segmentos era possível, pois devido às peculiaridades das suas atividades, o risco de propagação da Covid-19 era ínfimo; A três, porque quando viu a arrecadação despencar após 90 dias de 'semi-lockdown', resolveu permitir a reabertura do comércio. Entretanto, ainda assim, foi infeliz na decisão. 

O decreto da prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) permitiu a abertura de parte do comércio na segunda-feira, dia 08/06 (Comércio varejista, Concessionárias, Lojas de Departamentos), enquanto que os Shoppings, restaurantes, academias e escolas esportivas só poderão funcionar a partir da próxima segunda-feira, 15/06. 

Ora, mas que planejamento mal feito foi esse? Não se atentaram os técnicos da gestão, como também a própria gestora, que o “dia dos namorados”, uma das mais importantes datas para o comércio, cairia na sexta-feira?

Como se não bastassem os 90 dias (março, abril e maio) de prejuízos que os comerciantes dos shoppings sofreram em razão da pandemia, ainda não poderão remediar essas perdas em data tão significativa?

FALTA DIÁLOGO

Há um enorme descompasso no diálogo da gestão com a classe empresarial, que gera emprego, renda e impostos. A ACIPA, por exemplo, teve inúmeros pedidos negados pela Prefeitura. Ao fim e ao cabo, a prefeita Cinthia Ribeiro conseguiu desagradar a praticamente todos os segmentos da sociedade com seus inúmeros e reiterados equívocos no período da pandemia. O julgamento popular dessas ações será feito nas urnas, logo mais em outubro, caso seja mantida a data das eleições 2020. O eleitor dirá se aprovou ou não a gestão da crise!

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.