Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Política

Márlon Reis muda rota, recua do Patriota e deve ingressar no PSB de Amastha na próxima semana

A fonte afirmou que Reis não pretende disputar nenhum cargo nas eleições de outubro de 2020.

Por Arnaldo Filho 733
Comentários (0)

01/02/2020 17h28 - Atualizado há 4 meses
Márlon Reis foi candidato ao Governo do Tocantins em 2018

O ex-juiz e advogado Márlon Reis recebeu um convite muito atrativo da Executiva Nacional do PSB para ingressar na legenda e deve recuar das tratativas com o Patriota e o grupo da prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB).

Segundo fontes do AF, o convite partiu do deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ), que era colega de Márlon na Rede, e teria sido endossado pelo presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira.  

Márlon já teria até se reunido com Carlos Amastha, presidente do PSB no Tocantins, e Tiago Andrino, pré-candidato a prefeito em Palmas. O diálogo teria sido muito produtivo e transparente.

O acordo deve ser selado em Brasília na próxima semana na presença de membros da Executiva Nacional do PSB.

No pré-acordo, teria sido acertado que Márlon Reis vai integrar a Executiva Estadual no Tocantins e também atuará na Fundação João Mangabeira, ministrando cursos e palestras nas mais de 400 cidades administradas por gestores do PSB no Brasil.

REJEIÇÃO A CINTHIA RIBEIRO

Márlon Reis estava praticamente de malas prontas para ingressar no Patriota a convite do grupo da prefeita Cinthia Ribeiro, hoje arquirrival de Amastha. Porém, todos os amigos mais próximos de Reis estariam rejeitando a ideia.

Ele até teria sido convidado para ser candidato a vice na chapa de Cinthia à reeleição, mas teria recusado o convite.

Vários fatores teriam influenciado na decisão de recuar do Patriota em prol do PSB, um deles a segurança jurídica, pois o Patriota possui apenas Comissão Provisória. No PSB, Márlon Reis também terá espaço para manter seu nome em evidência no cenário nacional como idealizador da Lei da Ficha Limpa.

NÃO DISPUTARÁ ELEIÇÕES 2020

A fonte afirmou que Márlon Reis não pretende disputar nenhum cargo nas eleições de outubro de 2020, mas estará à disposição do PSB para suprir eventual necessidade.  

O projeto político, segundo a fonte, deve ficar para 2022, talvez como candidato a deputado federal.

REPERCUSSÃO

O presidente do Patriota em Araguaína, Walison Silva, repercutiu as movimentações políticas: "O presidente nacional do partido nunca quis Márlon Reis no Patriota", disparou.  

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.