Tocantins

Deputados criticam ineficiência do Governo e salário de R$ 26 mil ofertado em concurso

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

02/02/2018 08h36 - Atualizado há 1 semana
Deputados estaduais criticaram o Governo do Tocantins e cobraram a execução de emendas parlamentares durante a sessão que marcou a abertura do ano legislativo, nesta quinta-feira (1º). As intervenções foram feitas após o secretário da Casa Civil, Télio Leão Ayres, apresentar um balanço das principais medidas adotadas em 2017 para tentar ajustar as finanças do Estado. Para o deputado Zé Roberto (PT), o Executivo deixou de adotar ações com vistas ao enfrentamento da crise econômica. “Ao nosso ver, as medidas que precisariam ser tomadas por parte do Governo, com mais veemência, não foram assumidas”, disse, ao acrescentar que por isso mesmo este ano deverá ser ainda mais difícil do que o anterior. O parlamentar também criticou o “descumprimento de conquistas dos servidores”, ao mesmo tempo em que se publicou edital para o cargo de procurador do Estado com salário inicial de R$ 26 mil. “Já se lança edital com salários que são o teto do serviço público. Enquanto isso temos, só aqui em Palmas, 23 mil famílias sem moradia”, denunciou. Wanderlei Barbosa (SD), por sua vez, criticou a qualidade das rodovias tocantinenses, sobretudo na região central. “Espero que seja o ano da reocupação das rodovias. Em agosto do ano passado pedi ao Governo, por meio de requerimento, que se prevenisse, porque não é possível que os tocantinenses trafeguem em rodovias destruídas, como daqui para Brejinho de Nazaré [TO-070]”, exemplificou. EMENDAS Os deputados foram enfáticos em relação à falta de execução das emendas parlamentares. Em discurso, Eli Borges (PROS) reconheceu as dificuldades enfrentadas pelo Governo, mas avaliou as emendas como instrumento fundamental para a atuação parlamentar. “Que haja mais compreensão em relação às emendas, pois os deputados também têm o dever de ser solidários aos municípios, também têm compromissos políticos, decentes e legais, com sua região. Sabemos que as dificuldades do Estado são impeditivas, mas que em 2018 tudo seja resolvido”, considerou. A defesa das ações do Governo foi feita pelo deputado Valdemar Júnior (MDB) e pela líder do Governo na Casa, Valderez Castelo Branco (PP), que destacaram avanços na gestão, sobretudo na área da Saúde. MENSAGEM Apresentada pelo titular da Casa Civil, a mensagem do governador Marcelo Miranda (MDB) fez um balanço das principais medidas adotadas em 2017 para ajustar as finanças públicas à melhoria da arrecadação e da ampliação do quadro da Segurança Pública. Em síntese, o relatório destacou as medidas adotadas para a redução de despesas em 2017, que devem continuar este ano. A sessão foi prestigiada também pelo procurador de Justiça, Alcir Rainere, e pelo defensor público-geral Murilo Costa Machado.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.