Direto ao Ponto Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Embate partidário

Destituído do comando do MDB de Araguaína, Ferreirinha avisa que a luta não acabou: 'já recorri'

No outro lado do embate está o grupo do deputado federal Alexandre Guimarães.

Por Arnaldo Filho 765
Comentários (0)

09/05/2024 15h10 - Atualizado há 1 mês
Ferreirinha pretende levar o MDB para o palanque de Jorge Frederico, seu sobrinho

Notícias do Tocantins - Destituído da presidência do MDB de Araguaína juntamente com toda a executiva municipal, o ex-vereador José Ferreira Barros Filho (Ferreirinha) avisou, a quem possa interessar, que o embate partidário está longe de terminar. “Não está decidido. Já recorri”, garantiu.

A dissolução da executiva ocorreu após a renúncia coletiva da maioria dos seus membros, ação fruto de uma articulação do grupo do deputado federal Alexandre Guimarães. Em seguida, o parlamentar emplacou a nova comissão provisória e colocou o vereador Edimar Leandro no comando do partido.  

Ferreirinha ajuizou ação anulatória na 5ª Vara Cível de Palmas, mas a Justiça negou a liminar que pretendia suspender a dissolução do diretório. A decisão foi proferida nesta terça-feira (7/5). É dela que o ex-presidente já recorreu. Ele argumenta que a dissolução ocorreu sem a correta instrução processual, sem direito de defesa e sem julgamento da Executiva Estadual.

“Eles não poderiam nem fazer uma comissão provisória, pois a questão ainda está em litígio. Na verdade, eles estão querendo só a sigla, porque o MDB de Araguaína não acompanha o Alexandre. Eles não têm filiados, não têm comando sobre os membros do diretório. Estou achando muito prematuro cantar vitória. Vamos aguardar os próximos capítulos”, avisou Ferreirinha.

Com a reviravolta, o MDB saiu do palanque do pré-candidato a prefeito Jorge Frederico e migrou para o grupo de Wagner Rodrigues, que tentará a reeleição. O partido tem uma fatia significativa do fundo eleitoral, bem como do tempo de propaganda gratuita no rádio e televisão.

“Os membros e filiados do MDB estão com Jorge. Vão levar só a sigla com o fundo partidário e o tempo de propaganda partidária. Nenhum deles [grupo de Alexandre] é emedebista de fato”, criticou Ferreirinha.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.