Polêmica

'Ameaça, perseguição e mordaça', diz único deputado contrário à PEC da remoção

Júnior Geo foi o único deputado que votou contra a PEC que retirou garantias dos delegados.

Por Nielcem Fernandes 1.528
Comentários (0)

28/03/2019 11h30 - Atualizado há 1 ano
Júnio Geo está em seu primeiro mandato e tem sido o único deputado a bater de frente com o governo

Após a polêmica votação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que retirou da Constituição tocantinense a vitaliciedade e a inamovibilidade dos delegados de Polícia Civil, o deputado Júnior Geo (PROS), único a votar contra a proposta, saiu em defesa da categoria.

Geo afirmou que tal medida limita o combate à corrupção no Estado e, por isso, tomará as medidas cabíveis por se tratar de um processo inscontitucional.

"Ameaça, perseguição e mordaça. É isso que retrata o pacote aprovado pelo Governo do Estado na Assembleia. Limita a liberdade de expressão dos policiais, limita o combate à corrupção", disparou o deputado em um vídeo divulgado nas redes sociais na manhã desta quinta-feira (28).

O parlamentar afirma também que está tomando todas as medidas para derrubar o pacote governamental que, segundo ele, "protege a corrupção e persegue quem a combate".

"Estamos tomando as medidas cabíveis para derrubá-lo judicialmente. Nesse Estado nos deparamos no momento em que aqueles que cometem atos de corrupção acabam sendo protegidos e aqueles que estão para trabalhar, e nesse caso combater a corrupção, estão sendo perseguidos pelo Governo do Estado”, declarou.

VÍDEO

Vídeo

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.