Caso de urgência

Laboratórios são requisitados pelo governo para analisar amostras recolhidas em operação

Para serviços de diagnóstico por anatomia patológica e citopatologia.

Por Redação
Comentários (0)

25/05/2022 09h48 - Atualizado há 1 mês
Local onde estavam as amostras em laboratório interditado.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) publicou, nesta terça-feira (24/5), uma requisição administrativa para laboratórios prestarem serviços de diagnóstico por anatomia patológica e citopatologia, em caráter de urgência.

O serviço será especificamente para análise das amostras recolhidas pela Vigilância Sanitária e pela Polícia Civil durante operações que interditaram dois laboratórios irregulares que prestavam serviços para o Governo do Tocantins.

Este tipo de requisição administrativa é um instrumento legal que pode ser usado pela Administração Pública em casos de urgência. A portaria assinada pelo secretário de Saúde, Afonso Piva, foi publicada no Diário Oficial do Estado e justifica que as análises das amostras que estavam com os laboratórios Sicar e IPC são imprescindíveis para o diagnóstico e tratamento de pacientes que aguardam os laudos.

EM LICITAÇÃO

Conforme a secretaria, está em andamento um processo licitatório para contratação de novos laboratórios, mas a análise das amostras já coletadas tem caráter de urgência e, por isso, está sendo feita a requisição administrativa.

VEJA MAIS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.