Carros

Toyota passa a aceitar soja e milho como pagamento por Hilux, SW4 e Corolla Cross

Outras montadoras já utilizam essa forma de pagamento.

Por Redação 2.840
Comentários (0)

09/08/2021 11h36 - Atualizado há 2 meses
Nova Hilux, a queridinha dos produtores

A Toyota lançou no Brasil um novo programa de venda direta de veículos para clientes do agronegócio, o Barter. Seguindo os passos da Stellanis, Fiat, Jeep e RAM, a marca japonesa oferece aos produtores rurais a possibilidade de comprar carros 0-km, como a picape Hilux e os SUVs SW4 e Corolla Cross, em troca de grãos produzidos no Brasil, como milho e soja.

Esse tipo de prática, conhecida no agronegócio como “barter” (que significa “permuta”, em português), calcula o valor de acordo com a cotação da commodity. Ou seja, considera o preço de mercado das sacas de grãos - unidade de medida do peso de cereais e leguminosas.

Segundo a Toyota, o agronegócio tem um grande potencial competitivo, visto que corresponde atualmente a 24,31% do Produto Interno Bruto (PIB). Portanto, um dos principais objetivos da empresa é expandir a sua presença no país. Hoje, o agronegócio chega a representar uma média de 16% das vendas totais da marca no País.

Veja também

Como funciona

Para quem se interessou em adquirir um carro novo da Toyota por meio desse novo formato de vendas, é necessário ir até uma das concessionárias da marca. E conversar diretamente com a equipe especializada, para tirar dúvidas e fazer a negociação.

Porém, o cálculo não é tão simples assim. Por se tratar de troca de mercadorias, a operação envolve a definição do valor do bem, a cotação da commodity, o seguro, a aquisição do bem e uma liquidação financeira. São procedimentos cautelosos que sofrem variação constante e precisam, assim, fazer parte da negociação.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.