Decreto

Secretário perde cargo após abertura de investigação do Ministério Público do Tocantins

O ato diz que a exoneração ocorreu a pedido.

Por Conteúdo AF Notícias 1.734
Comentários (0)

19/04/2021 15h47 - Atualizado há 5 meses
Hospital Regional de Miracema, onde Jonair é lotado como enfermeiro

Investigado por acúmulo indevido de cargos, Jonair Oliveira de Souza foi exonerado da função de Secretário Municipal de Saúde de Miracema do Tocantins. Um novo titular ainda não foi nomeado. 

O decreto assinado pela prefeita Camila Fernandes de Araújo (MDB) foi publicado no Diário Oficial do Município da sexta-feira (16) e produz efeitos a partir do dia anterior, a quinta-feira (15). O ato diz que a exoneração ocorreu a pedido.

No mesmo decreto, Jonair também foi desligado da presidência do Fundo Municipal de Saúde.

Jonair Oliveira de Souza era investigado pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO) por acumular a função de secretário, que exige dedicação exclusiva, com o cargo efetivo de enfermeiro.

Como secretário, Jonair recebia salário bruto de R$ 5 mil, segundo dados do Portal da Transparência do Município. Já como enfermeiro lotado no Hospital Regional de Miracema, ele possui remuneração total de R$ 11.515,14.

Além do inquérito investigativo, o MPTO também havia expedido recomendação para que Jonair escolhesse se permaneceria como secretário ou se ficaria no cargo de enfermeiro.

OUTRO CASO

Situação semelhante ocorria em Guaraí, onde o então secretário Municipal de Saúde Emival Nunes da Fonseca acumulava a função com os cargos de professor e farmacêutico.

Ele já foi exonerado e Rogério Borba Zaminhan assumiu a Secretária de Saúde.

VEJA TAMBÉM

RETIFICAÇÃO

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.